This is an example of a HTML caption with a link.
Posted by : Matheus Paulino 19/04/2016


"Na próxima quinta-feira, dia 21 de abril, feriado de Tiradentes, tem SHOW GRATUITO do Sepultura em Campinas, na Praça Arautos da Paz. 
Vamos mostrar toda a força do Metal Brasileiro e colocar o maior público possível lá! Contamos com vocês, Sepulnation!
        - Publicação na Página Oficial do Sepultura




No feriado prolongado de 21 e 22 de abril (quinta e sexta-feira), o rock vai rolar solto na Praça Arautos da Paz, com o Festival Campinas Chama Rock. Dois gigantes da história do rock brasileiro farão um “duelo de guitarras”: de um lado, o Sepultura, considerada a banda brasileira de maior repercussão no mundo, com 30 anos de trajetória; do outro, o CPM 22, com suas duas décadas de hardcore melódico. Para incendiar ainda mais o festival, o evento contará com a apresentação das bandas campineiras Mortage (death/thrashmetal), RagaR (punkrock/hardcore) Cardiac (thrash metal) e Muzzarelas (punk rock/hardcore). A entrada é gratuita. Nos dois dias, os portões serão abertos às 15h com discotecagem dos Djs Daniel Ete e Riva Rock.
 
O Festival terá praça de alimentação com 12 food trucks. Para a segurança, as bebidas somente serão comercializadas em copos descartáveis e não será permitida a entrada de bebida alcoólica. O público menor de 14 anos de idade deve estar acompanhado por pais ou responsáveis, portando documento de identificação.
 
 
Poucas são as bandas no mundo que influenciaram tantos gêneros musicais quanto a Sepultura. Ao longo de seus 30 anos, estes brasileiros saídos de Minas Gerais tiveram como marca a vanguarda na música pesada mundial. Thrash metal, death metal, black metal, groove metal, nu metal, hardcore e metalcore. No transcorrer das últimas três décadas que marcam a passagem de sua carreira, a cada nova geração de headbangers, o Sepultura se constituiu como referência.
 
Dos tempos mais inóspitos do underground brasileiro, de álbuns ríspidos e crus como Bestial Devastation e Morbid Visions, passando pela chegada de Andreas Kisser, no lugar de Jairo Guedes, e a evolução técnica do Schizophrenia até estourar, definitivamente, nas paradas internacionais. Primeiro com o Beneath the Remains, depois os discos de ouro que se sucederam com Arise, Chaos AD e Roots.
 
Em dezembro de 1996, o vocalista Max Cavalera deixa a banda. Um norte-americano se juntou a estes brasileiros na persecução de continuar a carregar o peso do seu som mundo afora. Derrick Green trouxe ao Sepultura a versatilidade de sua amplitude vocal. E com o Fumaça à frente dos microfones, o grupo seguiu adiante: Against, Nation, Roorback e Dante XXI.
 
Com Jean Dolabella nas baquetas, A-Lex e Kairos ecoaram o nome do Sepultura nos quatro cantos do mundo. O ano de 2011 se aproximava do fim quando Jean deixou a banda. Em seu lugar, entrou o pequeno prodígio de nome Eloy Casagrande, que deu um novo gás ao Sepultura.
 
Dez anos depois da partida de Max, nova saída. Igor Cavalera, cofundador do grupo, deixava o Sepultura.
 
Lançado em 2013, The mediator between head and hands must be the heart é o álbum de estúdio que traz a banda ao seu 30º aniversário. Um petardo, variando entre canções rápidas, agressivas e brutais com outras em que o peso do groove forma um verdadeiro paredão sonoro. Um trabalho que mostra ao mundo que o Sepultura segue firme e forte. 


SERVIÇO
 
Festival Campinas Chama Rock
 
Dia 21 (quinta)
 
15h – Discotecagem Daniel Ete
 
17h – Mortage
 
18h – RagaR
 
19h30 – Sepultura
 
 
 
 
Dia 22 (sexta)
 
15h – discotecagem Daniel Ete
 
17h – Cardiac
 
18h – Muzzarelas
 
19h30 – CPM 22
 
 
Onde: Praça Arautos da Paz (Campinas)
 
Entrada gratuita
 
O público menor de 14 anos de idade deve estar acompanhado dos pais ou responsáveis, portando documento de identificação. 

Deixe Seu Comentário

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © MEDÁ CAFÉ - Hatsune Miku - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -